Importância do envolvimento dos cuidadores no processo terapêutico

Normalmente é abordada a importância da avaliação e intervenção por parte dos profissionais especializados, de modo a identificar e, posteriormente, melhorar/colmatar os pontos menos favoráveis de cada criança. Contudo, nem sempre é referida a importância dos cuidadores durante o processo terapêutico e, sendo que cada indivíduo é um ser único, os objetivos terapêuticos e a intervenção proposta serão específicos a cada caso.

Numa situação ideal, seria recomendável que os cuidadores pudessem acompanhar as crianças às sessões, podendo observar as atividades realizadas e questionar o seu motivo, esclarecer dúvidas existentes, ou até mesmo solicitar estratégias a utilizar no dia-a-dia. Porém, quando esta observação direta não é possível, continua a ser extremamente importante expor dúvidas, solicitar estratégias a utilizar e obter o feedback das sessões. Isto porque os cuidadores têm um papel muito importante no desenvolvimento das crianças, pois são as pessoas que passam grande parte do seu tempo com elas. Deste modo, devem dar continuidade ao trabalho realizado em contexto clínico, contribuindo para uma intervenção mais eficaz e, consequentemente, para o sucesso da mesma. Vale ressaltar que os momentos de interação devem ser prazerosos para todos os intervenientes, para que a criança esteja motivada e se sinta com predisposição para se envolver e aprender.

Ninguém nasce ensinado, por isso não tenha receio em pedir ajuda, caso necessite. 

Tags: No tags

Comments are closed.