Freio Lingual Curto – quais as implicações?

bebé de olhos azuis com a língua de fora

Também designado por anquiloglossia, o freio lingual curto é uma anomalia congénita oral que pode afetar a mobilidade da língua. Este pode interferir na sucção, na correta articulação dos sons da fala, na mastigação, na deglutição, na posição da língua, na arcada dentária, entre outros. 

Alguns sinais da presença de freio curto, são: 

  • O freio da língua ser pouco visível;
  • Observarem-se dificuldades em lateralizar e anteriorizar a língua, dentro e fora da cavidade oral;
  • A criança manifestar dificuldades em elevar a língua até aos dentes superiores;
  • O bebé morder o mamilo da mãe em vez de realizar a sucção.

De modo a favorecer a amamentação, pode ser realizada a frenotomia, um procedimento cirúrgico simples, seguro e eficaz que consiste na realização de uma incisão no freio da língua, nas duas primeiras semanas de vida. Também poderá ser realizado quando a criança for mais crescida, contudo o procedimento será mais invasivo e deverá recorrer-se a intervenção em Terapia da Fala após o procedimento cirúrgico. 

No entanto, mesmo com um freio lingual curto, as crianças podem desenvolver a fala e a normal articulação verbal, compensando a pouca mobilidade lingual e, nestes casos, não há necessidade de qualquer intervenção cirúrgica. 

www.multiclinica.pt

https://www.facebook.com/multiclinica.pt/

Comments are closed.