Os gestos da criança

Os gestos e o desenvolvimento da criança

Apesar de os bebés vocalizarem desde o nascimento, é através dos gestos que veiculam as suas primeiras intenções comunicativas, mesmo antes de aprenderem a falar. Deste modo, qual o impacto dos gestos durante o desenvolvimento da criança? 

Os gestos desempenham várias funções comunicativas, designadamente, para pedir, informar, comentar e/ou recusar. São também uma ferramenta fundamental na construção da linguagem dado que representam a forma facilitada da criança iniciar a construção de conceitos e são uma alternativa para exprimir conceitos quando esta ainda não domina a modalidade verbal oral de uma língua. Quando as crianças complementam a fala com gestos, podem diminuir a frustração vivenciada, uma vez que sabem o que querem, mas ainda não têm as habilidades verbais para se expressarem. Assim, para além do seu uso suportar o desenvolvimento linguístico, os gestos são também preditores do desenvolvimento da criança. 

É através do desenvolvimento da linguagem e da transição do gesto para a palavra, que a utilização de gestos vai diminuindo progressivamente, passando a criança a recorrer a um discurso predominante verbal oral. Se a criança, durante o seu desenvolvimento, continuar a comunicar dando prioridade à utilização de gestos, então torna-se importante perceber o motivo da sua ocorrência. Para isso, deverá recorrer a um profissional que possa esclarecer a situação, como o Terapeuta da Fala.  

De frisar que, as crianças com dificuldades de linguagem não tendem a usar mais gestos do que crianças ditas normais, mas usam-nos de forma a contornar as dificuldades que sentem em exprimir a mensagem verbalmente.  

Tags: No tags

Comments are closed.